9 anos de Estante da Sala

Eis que o Estante da Sala chegou ao 9º aniversário! No dia 5 de fevereiro de 2009 eu publiquei o primeiro post: uma receita de massa caseira de pizza. Quê? Como assim? Bom, quem acompanha esse espaço por mais tempo sabe que esse nome veio porque eu queria escrever sobre um pouco de tudo: compilar minhas receitas, escrever sobre o que estava lendo, jogando, assistindo, enfim, sobre o que passasse pela cabeça. Até tutorial de costura eu planejei fazer. Foram idas e vindas nesse bloguinho descompromissado e períodos mais ou menos ativos. Depois de todo esse tempo praticamente só sobrou o cinema e um ou outro livro pontual.

O primeiro texto sobre cinema foi sobre foi Milk- A Voz da Igualdade, logo no dia 8. De certa forma isso foi o prenúncio do que viria a ser meus interesses ao longo dos anos: me tornei pesquisadora sobre gênero e diversidade, as questões queer viraram um ponto de interesse e o corpo se colocou como objeto de estudo que agora trago comigo para o doutorado.

Acho que a questão do aprendizado tem andado lado a lado com o blog. Primeiro porque escrever é uma prática contínua. Quantos textos ruins uma pessoa precisa redigir para conseguir extrair de si um satisfatório? E eu passei por fases, uma delas que incluiu postar um parágrafo sobre todos os filmes que eu assisti, o que significava basicamente escrever todo dia. Depois percebi que isso me garantia a prática na quantidade, mas me privava de analisar com maior profundidade filmes que pudessem ser mais interessantes. E aí fui diminuindo a periodicidade e aumentando o tamanho dos textos, até chegar ao número atual de uma a três críticas por mês, com sorte.

Hoje eu lamento não ter mais tempo para me dedicar ao blog, que de certa forma nunca conseguiu ter a minha total atenção. Nesse momento, dividida entre o doutorado e a produção do Feito por Elas, não escrevo o quanto gostaria, mas ele continua aqui, firme e forte para quando preciso de um espaço para as palavras.

Como uma forma de comemorar essa data, trago a você que está lendo os 9 textos sobre figurino (lembra dessa fase?) e as 9 críticas mais acessados da história do blog (mas nem tanto, porque na verdade no meio ele mudou para .com e zerou as estatísticas) . Obrigada a todo mundo que ainda acessa esse espaço e

Figurino e direção de arte:

9º Figurino: … E o Vento Levou

8º Figurino: X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

7º Figurino: Oz, Mágico e Poderoso

6º O Grande Hotel Budapeste, cores e perspectivas

5º Figurino: Precisamos Falar Sobre o Kevin

4º Figurino: Cinderela

3º Personagens Femininas e Seus Figurinos em Filmes de Ação

2º Figurino: Malévola

1º Figurino: Frozen- Uma Aventura Congelante

Críticas:

9º A Chegada (Arrival, 2016)

8º O Duque de Burgundy (The Duke of Burgundy, 2015)

7º Aquarius (2016)

6º Mulher Maravilha (Wonder Woman, 2017)

5º O Regresso (The Revenant, 2015)

4º A Bruxa (The Witch: A New-England Folktale, 2015)

3º Ninfomaníaca: Volume 1 e Volume 2 (Nymphomaniac: Vol. I and Vol. II/ 2013)

2º Os Oito Odiados (The Hateful Eight, 2015)

1º Mãe! (Mother!, 2017)

Share
Category: Cinema, Recados