Argo (2012)

Assistido em 24/02/2013


Passado o Oscar, esse foi o filme que faltou falar daqueles que eu li. Acabou se consagrando o melhor da noite, levando o prêmio de melhor filme, mesmo sem nenhuma indicação para a direção de Ben Affleck, fato que foi até destacado em piada na noite, já que Affleck levou todos os prêmios de direção possíveis da temporada.
À princípio Argo parece um filme fantástico. Com uma bela abertura feita em desenhos de storyboard, ele conta o que levou à Revolução de 79 no Irã, com destaque para o papel negativo dos EUA nos anos anteriores. Aí estoura a revolução e 6 funcionários da embaixada americana consegue fugir dela antes de ser tomada pelos revolucionários. Eles se abrigam na casa do embaixador do Canadá e a CIA precisa de um plano para retirá-los de lá em segurança. A ideia escolhida é fazer eles se passarem por uma equipe de produção de um filme canadense de ficção científica, chamado Argo, que estaria sendo filmado no país. Tudo parece tão absurdo que é totalmente compreensível que nos créditos apareçam as fotos e papéis que comprovam a veracidade do ocorrido.
Argo não é o melhor filme do ano. Aliás, não é isso que o Oscar se trata, é uma premiação da indústria. Mas tem um roteiro competente, é bem dirigido  e tem um figurino muito bom. Entre os indicados foi o segundo filme que mais gostei. Então acredito que foi uma escolha justa.

Share
Category: Cinema | Tags: ,