Hamlet (1990)

Para falar a verdade eu já havia visto esse filme. Tudo começou quando lá pelos meus 13 anos eu peguei emprestado um volume antigão, de capa dura, de Hamlet, recheado com notas de rodapé explicando os duplos sentidos e simbologias da história. Sempre lembro que no buquê de flores de Ofélia, cada tipo de flor tinha um significado diferente. Não deu outra: me apaixonei pelo livro e passei a ver tudo quanto era filme que aparecesse com adaptações de Shakespeare (em tempos pré-internet e sem tv à cabo ou dinheiro para vídeo-locadora). Aí eu devo ter assistido esse filme umas duas vezes, além do Hamlet de 1996, dirigido e estrelado pelo Kenneth Branagh. Aliás, Kenneth Branagh também virou obsessão nessa época, justamente por seu envolvimento com Shakespeare. (Será que é por isso que eu sou uma das únicas pessoas que gostaram do filme do Thor? :P).

Franco Zefirelli dirige essa versão do clássico, que tem Mel Gibson como personagem título. Um dos pontos fracos do filme, para mim, é a não atualização do texto. Quase todas as cenas parecem transpostas diretamente do teatro, sem a relação com cinema. O próprio Mel Gibson, que não parece nada à vontade no papel, se esforça para conferir alguma naturalidade a monólogos artificiais nesse contexto. Em alguns momentos os diálogos ficam mais bonitos, mas desconfio que seja pela força de serem justamente as falas mais icônicas do livro. Tudo é muito frio. Além disso, personagens importantes como Rosencrantz e Guildenstern não têm seus nomes citados em momento algum. De todo o elenco, só quem conseguiu maior naturalidade em seu papel Foi Helena Bonham Carter com sua Ofélia, a apaixonada personagem recheada de loucura. É uma pena que Helena Bonham Carter hoje em dia parece fazer sempre papéis tão parecidos, porque ela é uma ótima atriz.  E sobre o filme, não recomendo como primeiro contato com Shakespeare pra ninguém, por causa da rigidez e do texto truncado.

Share
  • Bruna

    Oi Isa!

    Estou acompanhando seu blog, não sabia que vc tinha voltado a escrever! Adorei os comentários sobre os filmes que já assisti e queria saber o que vc achou de Intocáveis, pq eu gostei tanto!
    Estou esperando Os miseráveis e vou prestar atenção em detalhes que vc comenta aqui e que eu nunca dava importância.

    Bjinhos – saudades!

    • Oi Bruna!
      Que legal que tás lendo! Fico bem feliz!
      Sobre Intocáveis, ainda não vi! (Acho que a gente precisa de umas 3 vidas pra ver todos os filmes que quer, né? haahahha) Mas pode deixar que quando eu ver eu posto!
      Saudades grandes!

  • Pingback: 25.000 acessos! | Estante da Sala()