O Vôo (Flight/ 2012)

Assistido em 08/02/2013


Antes de tudo, devo dizer que fico feliz pelo diretor Robert Zemeckis parar de fazer seus filmes de motion capture (Expresso Polar, Bewulf) e retornar ao live action, onde possui filmes já marcantes como a trilogia De Volta Para o Futuro, Forrest Gump, Contato e O Náufrago. Dito isso, O Voo é um filme que está longe de ser bom. Assisti o trailer e achei que ele vendeu a história. Um avião sofre algum tipo de pane mecânica e o piloto, com destreza sobre-humana consegue pousá-lo intacto. Mas acontece que ele estava alcoolizado durante o voo e começa uma investigação sobre sua parcela de culpa no ocorrido. As cenas dentro do avião, aliás, são fantásticas, com uma ótima tensão. Até aí tudo bem, já se sabe que o filme não será apenas um filme-desastre, mas também um drama de tribunal. O problema é que ele se torna esquizofrênico, adquire uma segunda (ou terceira) personalidade e se torna também um drama sobre um alcoólatra e dependente químico que não quer admitir o vício, com um romance deslocado e sem química no meio. Com tantos problemas de narrativa, não consegui nem achar a interpretação indicada ao Oscar de Denzel Washington essa coisa toda…

Share