Oz- Mágico e Poderoso (Oz the Great and Powerfull/2013)

Assistido em 02/07/2013

Assistir esse filme com O Mágico de Oz original torna a comparação cruel. Não é que seja um filme ruim, mas está longe de ter o encanto do outro.

Oscar (James Franco) é um mágico no Kansas, conhecido como Oz em suas apresentações. Sedutor, ao fugir de um marido enraivecido e tomar um balão, se vê pego em uma tempestado que o leva diretamente a Oz. Lá descobre que há uma profecia de um grande mágico com o nome da terra que chegaria para se tornar rei e libertar a população. Empolgado com as riquezas que se tornariam dele, Oz decide aceitar o papel, sem se dar conta do trabalho que teria pela frente. De maneira similar ao que ocorre com os companheiros de Dorothy, ele só não sabia que os requisitos de sua liderança já estavam em si. Conhece três bruxas: Theodora (Mila Kunis), Evanora (Rachel Weisz) e Glinda (Michelle Williams).

O início da história se faz através de um rima visual com O Mágico de Oz: o filme começa em preto e branco e razão de aspecto 1.33:1 e só se torna colorido e widescreen ao chegar a Oz. (No caso do filme de 1939, o começo é em sépia).

A computação gráfica não impressiona. Em determinados momentos me perguntei se isso não seria proposital, para remeter à aparência artificial de plástico que os cenários têm em O Mágico de Oz. Mas o que justificaria essa aparência nas imagens em ação? A ação, aliás, é um dos pontos fracos: o que O Mágico de Oz tem de humor afinado, aqui temos de pirotecnia, tipicamente pensada para as gerações atuais. As atuações também não são das melhores.

Algo que me chamou a atenção positivamente foram os figurinos, muito bonitos. Achei interessante que optaram por mudar o uniforme dos guardas da Cidade de Esmeralda: em 1939 parece roupa de samurai, agora parecem da guarda do palácio de Buckingham.

Outro ponto forte são as esperadas referências ao filme original. Só achei uma pena que, embora mostrassem Oz tirando itens o tempo todo de sua maleta de mágico, não mostraram nela aqueles com que presenteia o Espantalho, o Homem de Lata e Leão ao final do outro. A forma como Oz se prepara para a batalha final também é ótima, criando o gancho para sua performance em O Mágico de Oz.

Com os pontos que levantei até parece que detestei o filme, mas isso não é verdade. É até um filme agradável e divertido de se assistir, mas provavelmente pouco memorável.

Obs: Se você quiser ler minha análise sobre o figurino do filme, acesse aqui.

ozgreatandpowerful-thirdposter-full

Share