Sete Psicopatas e um Shih Tzu (Seven Psychopaths / 2012)

Assistido em 28/09/2013

Esse é mais um filme bastante prejudicado pelo título nacional, que parece tentar torná-lo mais engraçadinho. Sete psicopatas é escrito e dirigido por Martin McDonagh, que anteriormente havia feito o divertido Na Mira do Chefe (In Bruges). Embora muitos comparem esse trabalho com os de Tarantino, o estilo aproxima-se mais de Guy Richie ou do filme Beijos e Tiros.

Trata-se de uma comédia com uma pitada de ação e suspense, em que o protagonista, Marty (Collin Farrell) é um roteirista não lá muito talentoso que está trabalhando em uma história intitulada “Sete Psicopatas”. Mas o título é tudo que possui, pois não consegue elaborar os personagens e nem a trama. Seu amigo Billy (Sam Rockwell) o hospeda após terminar o namoro com sua namorada Kaya (Abbie Cornish) e começa a ajudá-lo, contando histórias de supostos assassinos que conhece e colocando anúncio pedindo para psicopatas se apresentarem. Billy sequestra cachorros e os devolve para ganhar recompensa do donos gratos. Ao mesmo tempo há na cidade um serial killer à solta que está matando apenas bandidos ligados à máfia italiana.

A partir daí o filme se entrega à uma descarada (e ótima) metalinguagem que envolve a trama do roteiro e o que se passa com os protagonistas. Lá pelo meio da película, Marty fala que seus personagens fugiriam para o deserto e conversariam até o final do filme e Billy questiona se seria um filme europeu e onde está o tiroteio final. O elenco ainda conta com Christopher Walken, que interpreta Hans, amigo de Billy, e Woody Harelsson, interpretando Charlie, o chefe da máfia que teve seu cachorrinho sequestrado. Em determinado momento Hans pede para ler o roteiro de Marty. Após terminar ele o critica por não saber escrever personagens femininas, já que estas ficavam poucos minutos na trama antes de serem mortas. A fala do personagem veio no momento em que eu estava pensando o mesmo em ralação ao filme e desarmou minha crítica.

Bastante engraçado e com um roteiro perspicaz, Sete Psicopatas e um Shih Tzu sem dúvida vale uma sessão mais pipoca no fim de semana.

Seven-Psychopaths-Poster

Share

Isabel Wittmann

Catarinense, 33 anos, louca por bichos, feminista. Hoje mora em São Paulo, mas já passou uns anos no Amazonas. Crítica de cinema, doutoranda em Antropologia Social, podcaster e pesquisadora de gênero.