Tag Archives: listas

Filmes assistidos em outubro

Toda vez que eu percebo que acabou mais um mês eu levo um susto. E foi-se outubro! Com ele vieram muitos filmes revistos, mas também muitas coisas lindas descobertas na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Essa foi a minha primeira e aos poucos vou postando aqui os texto que produzi. Seguem abaixo os filmes assistidos no mês com suas respectivas notas subjetivas. Não esquece de me seguir no letterboxd!

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Happy End (2017) ★★★

Scary Mother (2017) ★★★★

Jericó: O Infinito Vôo dos Dias (Jericó: el infinito vuelo de los días, 2016) ★★★½

Mulheres Divinas (Die göttliche Ordnung, 2017) ★★★★

A Sombra da Árvore (Undir trénu, 2017) ★★★★

Canção de Granito (Song of Granite, 2017) ★★

O Jovem Karl Marx (Le jeune Karl Marx, 2017) ★★★½

Zama (2017) ★★★

Esplendor (Hikari, 2017) ★★★

Um Dia Depois (Geu-hu, 2017) ★★★★

Visages Villages (2017) ★★★★★

Construindo Pontes (2017) ★★★

Praça Paris (2017) ★★★★

Estocolmo, Meu Amor (Stockholm, My Love, 2016) ★★

As Boas Maneiras (2017) ★★★★ ½

Café com Canela (2017) ★★★½

Loveless (2017) ★★★★

Operações de Garantia da Lei e da Ordem (2017) ★★★★

Com Amor, Van Gogh (Loving Vincent, 2017) ★★★★

Amante por um Dia (L’amant d’un jour, 2017) ★★★½

The Square (2017) ★★★★

 

52 Filmes por Mulheres

Histórias que Só Existem Quando Lembradas (2011) ★★★★

 

Projeto de podcast

O Sétimo Selo (Det sjunde inseglet, 1957) ★★★★★

 

Psicose (1960) ★★★★★

 

Lançamentos

Jogo Perigoso (Gerald’s Game, 2017) ★★★

Blade Runner 2049 (2017) ★★★

First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers (2017) ★★★

A Guerra dos Sexos (Battle of the Sexes, 2017) ★★★★

O Formidável ( Le Redoutable, 2017) ★★★

 

Demais

Faça a Coisa Certa (Do the Right Thing, 1989) ★★★★★

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (Spider-Man: Homecoming, 2017) ★★★½

John Wick: Um Novo Dia Para Matar (John Wick: Chapter 2, 2017) ★★★

Planeta dos Macacos: A Guerra (War for the Planet of the Apes , 2017) ★★★½

Tatuagem (2013) ★★★★

Confiar (Trust, 2010) ★★★

 

35 filmes assistidos

Share
Category: Cinema | Tags: ,

Filmes assistidos em setembro

Fim de mês e sigo tendo pouco tempo pros filmes que não sejam para pauta ou algo relacionado. Além de alguns lançamentos (links nos títulos) esse mês escrevi sobre os museus enquanto espaço de validação artística e o que isso implica (esse texto foi postado muito antes de toda a polêmica atual envolvendo museus e exposições e portante, nem toquei nesse tema). Também concluí meu segundo ano de projeto #52FilmsByWomen e escrevi sobre os resultados dessa experiência. Agora dou por início o terceiro ano. Seguem abaixo os filmes assistidos no mês com suas respectivas notas subjetivas. Não esquece de me seguir no letterboxd!

52 Filmes por Mulheres:

Cemitério Maldito (Pet Sematary, 1989) ★★★

O Mundo Odeia-me (The Hitch-Hicker, 1953) ★★★★

Nunca fui Santa (But I`m a Cheerleader, 1999) ★★★

 

Ava DuVernay para Feito por Elas:

A Décima Terceira Emenda (13th, 2016) ★★★★★

 

Júlia Murat para Feito por Elas:

Histórias que Só Existem Quando Lembradas (2011) ★★★★

Pendular (2017) ★★★½

 

Documentários:

Gaga: Five Foot Two (2017) ★★★

 

Lançamentos:

As Duas Irenes (2017) ★★★★

Na Praia à Noite Sozinha (Bamui haebyun-eoseo honja, 2017) ★★★

Mãe! (Mother!, 2017), ★★★★

Doentes de Amor (The Big Sick, 2017) ★★½

 

Demais:

A Bruxa (The Witch, 2015) ★★★★★

Chumbo Grosso (Hot Fuzz, 2007) ★★★½

Ao Cair da Noite (It Comes at Night, 2017) ★★★

Nise: O Coração da Loucura (2015) ★★★

Baleias de Agosto (The Whales of August, 1987) ★★★

Lady Macbeth (2016) ★★★

Minha Vida em Cor-de-Rosa (Ma Vie en Rose, 1997) ★★★½

Além das Palavras (A Quiet Passion, 2016) ★★★★

 

20 filmes assistidos

Share
Category: Cinema | Tags: ,

#52FilmsByWomen ano 2: a conclusão

Em 1º de outubro de 2015 eu comecei o desafio #52FilmsByWomen (ou 52 Filmes por Mulheres). Senti que precisava conhecer mais filmes que fugissem de um olhar androcentrado e que existiam muitas mulheres com filmografias incríveis para desbravar. Ontem concluí, portanto, o segundo ano do desafio. No primeiro foram 72 longas assistidos e dessa vez foram 91. Somo assim, 163 longas em dois anos, que sobem para 185 quando levo em conta os curtas, mas esses não estou computando na minha “contagem oficial”. É claro que o aumento no número se deve à continuidade do trabalho no Feito por Elas. Também escrevi sobre a questão do trabalho dessas cineastas em relação ao orçamento que têm disponível.

Alguns desses filmes foram revisões, muitos deles para o próprio podcast. Foi bom poder rever Persépolis (2007, Marjane Satrapi), A 13ª Emenda (13th, 2016, Ava DuVernay), Selma: Uma Luta Pela Igualdade (2014, Ava DuVernay), Mensagem para Você (You’ve Got Mail, 1998, Nora Ephron) e As Virgens Suicidas (The Virgin Suicides, 1999, Sofia Coppola), entre outros.

Finalmente conheci o trabalho de Ida Lupino, uma daquelas pioneiras que a gente só pode agradecer pela existência. Tive a alegria de entrevistar Júlia Murat e Eliane Caffé, que me encantaram com seus trabalhos, além de Cristiane Oliveira, de quem já aguardo novos filmes. Me entusiasmei com Chantal Akerman, Claire DenisSarah Polley. Me encantei com a criatividade de Juliana Rojas e e me apaixonei tanto por Maya Deren que Maya se tornou o nome da cachorrinha que adotei no começo do ano. (Melhor homenagem, convenhamos!)

O que esse desafio segue me proporcionando é uma diversidade de narrativas, com filmes dos cinco continentes protagonizados por personagens de diversas etnias, meios sociais e perspectivas de mundo, com pontos de vista autobiográficos, biográficos e descolados desse contexto. Narrativas documentais e ficcionais, filmes água com açúcar, engraçados, inspiradores, intensos e dolorosos. Tudo isso mostrando, mais uma vez, que há um mundo muito maior no cinema do que a narrativa dramática tradicional que gira em torno do homem branco heterossexual.

Novamente vou listar aqui os filmes que mais gostei de ter visto pela primeira vez. Tomei a liberdade de aumentar de 10 para 15 (devido ao grande número de filmes maravilhosos). Estão ordenados cronologicamente, porque sou incapaz de ranqueá-los. Como algumas diretoras se destacaram no meu coração, também optei por só incluir um de cada uma.

Melhores filmes (ordem cronológica):

Jeanne Dielman, 23, Quai du Commerce 1080 Bruxelles (1975, Chantal Akerman)

Sonho de Valsa (1987, Ana Carolina)

Chocolat (1988, Claire Denis)

Caramelo (Sukkar banat, 2007, Nadine Labaki)

Floresta dos Lamentos (Mogari no mori, 2007, Naomi Kawase)

Entre o Amor e a Paixão (Take This Waltz, 2011, Sarah Polley)

Trabalhar Cansa (2011, Juliana Rojas)

A Viagem (Cloud Atlas, 2012, Lana e Lily Wachowsky)

Hannah Arendt- Ideias Que Chocaram o Mundo (Hannah Arendt, 2012, Margaret von Trotta)

As Vozes (The Voices, 2014, Marjane Satrapi)

The Fits (2015, Anna Rose Holmer)

Grave (2016, Julia Ducournau)

Era o Hotel Cambridge (2016, Eliane Caffé)

Mulher Maravilha (Wonder Woman, 2017, Patty Jenkins)

O Estranho que Nós Amamos (The Beguiled, 2017, Sofia Coppola)

Melhores documentários:

Histórias que Contamos (Stories We Tell, 2012, Sarah Polley)

The Barkley Marathons: The Race That Eats Its Young (2014, Annika Iltis)

As Mulheres que Ele Despiu (Women He’s Undressed, 2015, Gillian Armstrong)

Não é um Filme Caseiro (No Home Movie, 2015, Chantal Akerman)

Waiting for B. (2015, Abigail Spindel)

Et la femme créa Hollywood (2016, Clara Kuperberg, Julia Kuperberg)

Weiner (2016, Elyse Steinberg)

Divinas Divas (2016, Leandra Leal)

Bright Lights: Starring Carrie Fisher and Debbie Reynolds (2016, Alexis Bloom)

Laerte-se (2017, Lygia Barbosa e Eliane Brum)

Mais uma vez essa foi uma experiência incrível e cheia de boas descobertas. Quem quiser acessar a lista completa de filmes assistidos no desafio esse ano bem como suas notas, clique aqui. O primeiro ano também está disponível, bem como a avaliação. E estou pronta para começar a o terceiro ano de desafio!

Share

Dicas Netflix Setembro

Primeira sexta feira do mês, dia de selecionar algumas dicas da Netflix para vocês. Uma boa parte dos filmes listados entrou para o catálogo hoje, 1º de setembro. Optei por, dessa vez, listar apenas filmes desse século

Tom Cruise, vestido inteiramente de preto, gesticula em frente a uma tela curva e transparente, observado por outros dois homens.

Minority Report, jovem clássico da ficção científica dirigido por Steven Spielberg.

Minority Report- A Nova Lei (Minority Report, 2002)

Babel (2006)

Amelia (2008)

Na foto, uma mulher de roupa vermelha e um homem de paletó azul marinho ladeiam Hilary Swank, atriz que interpreta Amelia, que veste uma jaqueta de couro marrom e uma touca de piloto.

Amelia, dirigido por Mira Nair, é a cinebiografia de Amelia Earhart, a primeira mulher a atravessar o Atlântico pilotando um avião.

Trovão Tropical (Tropical Thunder, 2008)

Capitalismo: Uma História de Amor (Capitalism: A Love Story, 2009)

Bravura Indômita (2010)

Cloverfield: Monstro (Cloverfield, 2010)

A atriz, vestida com jaqueta marrom e chapéu de abas largas e retas da mesma cor, segura uma arma com as duas mãos e a aponta pra frente. O cenário é desértico.

Dirigido pelos irmãos Coen, Bravura Indômita é uma nova versão do clássico de 1969 e filme lançou a carreira de Hailee Steinfield,

Ginger & Rosa (2012)

Argo (2012)

Cara Gente Branca (Dear White People, 2014)

Tempestade de Areia (Sufat Chol, 2016)

Uma jovem de hijab rosa clarinho e camiseta de manga longa rosa pink, cobre a boca de um rapaz que a observa com sua mão.

Tempestade de Areia, dirigido por Sufat Chol, é um filme israelense dirigido pela cineasta Elite Zexer e vencedor do prêmio do juri de melhor filme internacional em Sundance

Bons filmes e até o mês que vem!

Share
Category: Cinema | Tags: , ,

Filmes assistidos em Agosto

Mais um mês que se passa e a contagem de filmes está cada vez menor. Calhamaços e calhamaços de textos para serem lidos toda semana prejudicam minha cinefilia. Mas vou tentando como é possível. Além dos filmes abaixo também assisti aos seriados Hot Girls Wanted Turned On (que é bacana, mas menos interessante que o documentário que o originou) e The Fall (que faltava ver a 3ª temporada e é muito bom) e comecei a 5ª temporada de House of Cards. Aliás, se quiser me acompanhar no TV Time, rede social para logar seus seriados assistidos, deixo aqui o link. Esse mês, vergonhosamente, também não escrevi nada. Cheguei a salvar um rascunho sobre Dunkirk, mas viajei a um congresso no dia seguinte, fiquei duas semanas fora e agora acho que o interesse deve ter passado. No final, além do doutorado, só tenho conseguido me dedicar às pautas e gravações do Feito por Elas. Saudades disso aqui. Até o mês que vem! Espero que seja mais tranquilo!

52 Filmes por Mulheres:

Amelia (2009) ★★★½

Tempestade de Areia (Sufat Chol, 2016) ★★★★

A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees, 2008) ★★★

 

Sofia Coppola para Feito por Elas:

As Virgens Suicidas (The Virgin Suicides, 1999) ★★★★½

Encontros e Desencontros (Lost in Translation, 2003) ★★★★½

Maria Antonieta (Marie Antoinette, 2006) ★★★★

Um Lugar Qualquer (Somewhere, 2010) ★★★★

O Estranho que Nós Amamos (The Beguiled, 2017) ★★★★

 

Jocelyn Moorhouse para Feito por Elas: 

Colcha de Retalhos (How to Make an American Quilt, 1995) ★★★★

 

Documentários:

Finders Keepers (2015) ★★★

 

Lançamentos: 

It: A Coisa (It, 2017)

Fome de Poder (The Founder, 2016) ★★½

My Cousin Rachel (2017) ★★★½

 

Demais:

Juntos pelo Acaso (Life as We Know It, 2000) ★★

O Caçador (Chugyeogja, 2008) ★★★

Personal Shopper (2016) ★★★★

Eu vi o Diabo (Ang-ma-reul bo-at-da, 2010) ★★½

 

17 filme assistidos

Share
Category: Cinema | Tags: ,