Thelma & Louise (1991)

Assistido em: 17/04/2013

Dirigido por Ridley Scott, esse filme representa muita coisa boa. Já é difícil ter uma protagonista mulher em filmes de Hollywood e aqui nós temos duas! E são duas personagens fortes, cada uma ao seu jeito, e interessantes. Ele passa fácil no Bechdel Test, o que não e de se estranhar, já que a roteirista também é mulher, Callie Khouri. As protagonistas Thelma (Geena Davis) e Louise (Susan Sarandon), mostram o tempo inteiro a amizade e camaradagem entre elas e o próprio crescimento ao logo da jornada (pois trata-se de um road movie). As mudanças de Thelma, em especial, podem ser vistas pelo seu figurino: ela começa a viagem com um vestido branco com babados e termina com calça jeans e camiseta. Muitos acusam o filme de ser misândrico, mas como isso num mundo em uma personagem não pode delatar uma tentativa de estupro porque não acreditariam nela? E ainda assim há homens compreensivos no caminho, como o investigador Hal (Harvey Keitel) e o ex-namorado de Louise, Jimmy (Michael Madsen) (embora esse deixe escapar em seu comportamento a possibilidade de ter um passado de violência em relação a ela). Mesmo o péssimo marido de Thelma, Darryl (Christopher McDonald) é quase caricato, servindo de alívio cômico. E não dá pra reclamar da participação do ladrão J.D. (Brad Pitt). O que elas fazem com o caminhão do motorista que as assediou é quase uma catarse, uma maneira de vingar ficcionalmente o que todas passam no cotidiano (algo meu Bastardos Inglórios, diria). O final pode não ser o final feliz que muitos desejaram, mas é um final feliz que se pode ter. Que outra opção teriam, naquele mundo e contexto? Pelo menos ambas se libertaram de todas suas amarras antes do desfecho.

Share