Estante da Sala

Figurino: Além da Escuridão – Star Trek: Brincando com as cores primárias

Uma das mais legais que a imagem em HD nos proporcionou foi a possibilidade de ver com detalhe as texturas, especialmente dos cenários e figurinos. Subitamente aquele filme do passado que você achava que tinha um cenário fantástico, passou a ter um que parecia feito de isopor. Mas por outro lado, daí pra frente o cuidado com os detalhes aumentou muito. Lembro a primeira vez que uma amiga comprou uma televisão com imagem em HD e me chamou para ver. Ela havia alugado o primeiro filme do Piratas do Caribe e meu queixo caiu: eu conseguia ver as tramas dos

Além da Escuridão – Star Trek (Star Trek Into Darkness/ 2013)

Assistido em 16/06/2013 Antes de falar desse novo filme do reboot, quero fazer um comentário que soará hipster e/ou pedante. Há dez anos (ou mais) quando se falava na tradicional rixa entre Star Trek e Star Wars, a maioria das pessoas, pelo menos da minha faixa etária, ou escolhia o segundo sem pestanejar ou jamais sequer tinha assistido algo do primeiro. Por isso, como eu cresci assistindo Star Trek (a série original) com meu pai (e sempre foi a minha preferência, sem dúvida) é estranho ver esse revisionismo em que agora Star Wars é criticado pela inconsistência e imaturidade (além de

10 anos de Estante da Sala

Nem acredito que esse dia chegou! No dia 5 de fevereiro de 2009 eu escrevi a primeira postagem nesse blog: era uma receita de massa de pizza. Eu estava formada há uns quatro meses, desempregada e imensamente frustrada. As coisas não estavam dando certo. Mas o blog veio como a possibilidade de escrever sobre coisas que me interessavam. O nome “Estante da Sala” veio da ideia de que esse móvel pode comportar livros, jogos de videogame e filmes, as coisas com as quais eu mais me envolvia na época. Mas eu também cozinhava (e cozinho) muito, então logo ele foi

8 anos de Estante da Sala

Eis que que meu blog chega ao seu oitavo aniversário. Depois de outros espaços, escrevendo na internet desde 2001, foi por aqui que resolvi ficar, entre idas e vindas. Olhando para trás foram várias fases. Já postei até receita de bolo e resenha de jogo de videogame por aqui. O nome Estante da Sala veio justamente daí: um local onde guardar todas as essas coisas que nos rodeiam: livros, filmes, jogos e o que mais desse na telha. Com o passar do tempo meu foco acabou se estabelecendo nos filmes mas o nome ficou. É claro que com esse tempo todo de

Figurino: A Lenda

Publicado originalmente na coluna Vestindo o Filme em 06/11/2015. O que é Luz sem Escuridão? Ridley Scott é sempre lembrado pelos seus dois grandes filmes: Alien, o Oitavo Passageiro (1979) e Blade Runner, o Caçador de Androides (1982). Mas na esteira desses veio um filme muito menos lembrado: A Lenda (1985). Trata-se de um filme de fantasia feito em uma época em que o gênero reapareceu com força e, como outros filmes do diretor, possui diversas versões, incluindo a sua própria. A história se constrói através de arquétipos ligeiramente distorcidos, com metáforas míticas e em um mundo em que nada

Dez postagens mais acessadas de 2013

O ano de 2013 acabou e aqui, no Estante da Sala, ele foi marcado pelo retorno do blog à ativa, em março, após uns quatro anos parado. Aos poucos os acessos foram escalonando e essa lista trará as postagens mais acessadas do ano, para que os que acompanharam desde o começo possam relê-las e os que chegaram depois, conheçam elas. 10º Figurino: A Princesa Prometida 9º Minha Bela Dama (My Fair Lady/ 1964) 8º Figurino: Anna Karenina (2012) – Preto, branco e vinho 7º A Princesinha (A Little Princess/ 1995) 6º Figurino: O Grande Gatsby – cores e ruídos na década de 20 estilizada de

Dicas Netflix Dezembro

Esse mês não entraram muitos filmes interessantes no catálogo da Netflix, mas sempre tem alguns que podemos destacar. Todos os listados já tem link diretamente para o site. Vamos às dicas! Caminhos Perigosos (Mean Streets, 1973) O Casamento do Meu Melhor Amigo (My Best Friend’s Wedding, 1997) Hannibal (2001): escrevi sobre o filme aqui. Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Cathing Fire, 2013):  Escrevi sobre o filme aqui. Entre os filmes que já estavam no catálogo, sempre tentando manter a diversidade de gêneros, separei esses: Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006) O Escafandro e a Borboleta (Le scaphandre et le