Estante da Sala

Figurino: … E o Vento Levou

Texto originalmente publicado na coluna Vestindo o Filme em 03/09/2014. Por que uma garota precisa ser tola para arrumar um marido? …E o Vento Levou é o tipo de clássico atemporal, pleno de qualidade técnica, que passa de geração em geração e permanece uma obra impressionante, seja pela grandiosidade da escala, seja pela força de seus personagens e cenas memoráveis. Três diretores trabalharam durante os três anos de pré-produção e produção: George Cukor, Sam Wood e por fim Victor Flaming, único creditado no lançamento do filme. O figurino foi criado por Walter Plunkett, conhecido também por outros clássicos como King

That’s Entertainment! I, II e III (1974, 1976 e 1994)

That’s Entertainment! é um grande e bonito vídeo promocional. A produção da MGM nada mais é que uma compilação impressionante da era de ouro de seus musicais, promovendo o próprio estúdio e seus grandes astros. O primeiro foi lançado nas suas comemorações de 50 anos. Os apresentadores são eles próprios, Fred Astaire, Gene Kelly, Liza Minnelli, Donald O’Connor, Debbie Reynolds, Frank Sinatra, James Stewart, Elizabeth Taylor, Mickey Rooney, entre outros. Chama a atenção não só como o estúdio juntou sob suas asas as maiores estrelas de cada época, mas também a escala das produções. Uma pena que por se tratar de um filme produzido pelo próprio estúdio, as

Aconteceu Naquela Noite (It Happened One Night/ 1934)

Assistido em 01/12/2013 Behold the walls of Jericho!  Esse filme costuma aparecer nas listas de melhores romances de todos os tempos. Na trama, Ellie (Claudette Colbert), uma rica herdeira, foge do barco do pai, Andrews (Walter Connolly), nadando até a costa e sai em uma viagem sozinha para encontrar King Westley (Jameson Thomas), o homem com quem casou em segredo, em Nova York. Sem ter noção dos custos de uma viagem dessas e sem uma verba previamente destinada para esse fim, Ellie passa aperto, mas recebe ajuda do repórter beberrão e sarcástico que está no mesmo ônibus, Peter (Clark Gable),

Figurino marcante: …E o vento levou

(Originalmente publicado em Linha e Agulha) Existem vários motivos que podem levar um filme a ser memorável: efeitos especiais, drama, contexto histórico, atuações marcantes, entre outros. Grandes épicos tendem a agregar qualidades técnicas que ajudam a manter esse destaque atemporal. É o caso de …E o vento levou. O clássico de 1939, com aproximadamente 3 horas e meia de duração, tem locações e cenários fantásticos, usa a cor para efeito dramático como poucos fizeram à época, tem diálogos inesquecíveis e, principalmente, um figurino de encher os olhos, desenhado por Walter Plunkett. Vivien Leigh interpreta Scarlett O´Hara, uma mimada belle do sul, na