Estante da Sala

Elle (2016)

Paul Verhoeven retorna com Elle, um filme polêmico e aclamado, adaptado do romance Oh…, de Philippe Djian. O auteur provocateur se propõe a criar um suspense com pitadas uma comédia de humor ácido que retrata o suposto jogo de gato e rato entre uma mulher, Michèle (Isabelle Huppert) e seu perseguidor. Michèle é uma poderosa CEO de uma empresa de jogos e se apresenta como uma pessoa forte, dura e distante, o que é comprovado pelas falas de seu ex-marido Richard (Charles Berling). A primeira cena que o espectador testemunha é uma em que essa mulher, até então desconhecida, é jogada no chão, tem

Robocop – O Policial do Futuro (Robocop/1987)

Assistido em 05/07/2013 Quem me acompanha desde a época dos informais tuitadas sobre filmes sabe que eu tenho um problema grave na minha formação cinéfila: todo filme que era considerado ter algum conteúdo violento era vetado na minha infância. Por isso uma geração de filmes hoje clássicos passou batida para mim, já que violência era a palavra chave na década de 80. Recuperar isso é um trabalho lento, mas já venci os três Mad Max, um Highlander (e não verei mais nenhum, ruim demais), três Máquina Mortífera e três Duro de Matar (acho que esse também não vou ver mais