A Escolha Perfeita (Pitch Perfect/ 2012)

Assistido em 09/05/2013

“But if you think this is just some high school club where you can sing and dance your way through any social issue… Or confuse sexuality, you have come to the wrong place. There is none of that here. That’s high school. This shit is real life. NOW. don’t just bring it, sing it, and let’s do this.”

Em A Escolha Perfeita, Beca (Anna Kendrick) é uma jovem que vai para a universidade com o sonho de ser DJ e resolve se inscrever na seleção para um grupo de canto a capella só para mulheres, The Bellas. Com a fala citada acima dá-se aberto o processo de seleção. É uma clara referência ao seriado Glee, querendo dizer que nesse filme a coisa é séria. Bom, não é.

Para falar a verdade eu gosto bastante desses filmes (cheios de clichês) que envolvem competições musicais (e de dança também). Desde Mudança de Hábito até Escola do Rock, considero todos guilty pleasures divertidos. E embora o filme se proponha a ser mais sério e ainda alfineta Glee, ele é visivelmente um filhote deste com Bring It On (inclusive fizeram um cover de Hey Mickey, a música que mais fez sucesso neste). O problema nesse filme é que os personagens são bastante rasos. Se ao terminar você não conhece sequer a protagonista, o que dizer dos demais? Além disso todos os personagens são estereótipos ambulantes. Somado a isso, ainda é racista em relação a orientais. Se tirássemos as músicas, pouco ou quase nada sobraria da história. Cada etapa da narrativa, da pela líder controladora, da tentativa de inovar com elementos menos rígidos (geralmente de hiphop), das dificuldades para chegar à competição até a superação são absurdamente previsíveis.

Dito isso, ainda assim me diverti bastante. O humor às vezes não é dos melhores (e apela para escatologia em duas ocasiões), mas tem vários momentos engraçados. Duas coadjuvantes se destacam nesse sentido, Fat Amy (Rebel Wilson) e Lilly (Hana Mae Lee). Claro, para quem gosta, há as músicas. (E colocou Clube nos Cinco no roda, me pegou num ponto fraco. Don’t You Forget About Me é daquelas músicas pra levar pra sempre).

Share