As Aventuras de Robin Hood (The Adventures of Robin Hood/ 1938)

Assistido em 28/02/2013


(Obs: para o curso The Language of Hollywood: Storytelling, Sound, and Color; da Wesleyan University, disponível em coursera.org)

As instruções para assistir esse filme foram claras: assista como se seu eu de 10 anos estivesse vendo o filme. Tal nota nem é necessária: ao ver as primeiras cores, fortes e contrastantes, já nos desligamos da incredulidade do século XXI e mergulhamos em uma história fantástica de um jeito que não se faz mais. As cores são realmente bonitas, os figurinos são chamativos, os cenários são vistosos e mesmo as lutas de espadas são coreografadas de maneira bonita. A história todos conhecem, Robin Hood (Errol Flynn), o melhor arqueiro do reino, rouba dos ricos para dar aos pobres e se posiciona contra o poder ilegítimo do Príncipe John, enquanto o Rei Ricardo Coração de Leão está ausente. Ainda há o romance com Lady Marian, interpretada por Olivia de Havilland (que eu sempre fico espantada de lembrar que ainda está viva!). A aventura é muito boa, dá para dar risadas e se divertir com muita qualidade. Dá pra perceber também que influenciou muitos outros filmes posteriores. É um filme muito bom.

Share