Filmes Assistidos em Setembro

the_second_mother_still Julho e principalmente agosto foram dois meses em que precisei reduzir o ritmo de filmes assistidos. Mas nada se compara com esse mês de setembro. Após algumas viagens por razões acadêmicas, fiquei em casa apenas em torno de uma semana. Hotel com televisão de tubo que só pega Globo em quarto compartilhado com a galera não ajuda, mas de qualquer forma o cansaço foi grande e não aproveitei nem a Netflix. Mas apresentei um trabalho no Seminário Internacional Desfazendo Gênero, em Salvador, e assisti, lá também, a conferência de abertura de Judith Butler. Só isso já valeu o mês. Ainda consegui fazer um bate e volta louco em Belo Horizonte, rever os queridos do Cinema em Cena e gravar um Podcast Papo de Redação no estúdio, lá mesmo. (Geralmente minhas participações são por telefone). Ouçam! A correria foi tanta que sequer tive tempo de escrever sobre os filmes assistidos. A Pele de Vênus teve seu texto rabiscado às 3 da madrugada, fechando a mala pra pegar um avião. De qualquer forma, segue abaixo a listinha pífia dos filmes vistos esse mês, sem nem separar por temas, porque foram aleatórios (e se tiverem interesse, me sigam no Twitter e no Letterboxd).

Que Horas Ela Volta? (2015) ★★★★½

A Mulher Faz o Homem (Mr. Smith Goes to Washington, 1939) ★★★★

Neighbours (1952) ★★★★

A Pele de Vênus (Venus in Fur, 2013) ★★★★

Nocaute (Southpaw, 2015) ★★

Os Suspeitos (The Usual Suspects, 1995) ★★★½

Sob o Mesmo Céu (Aloha, 2015) ★★½

Maze Runner: Correr ou Morrer (The Maze Runner, 2014) ★★½

Juventude Transviada (Rebel Without a Cause, 1955) ★★★½

9 filmes assistidos

Share
Category: Cinema | Tags: ,
  • Pedro Miranda

    Os suspeitos, 3 estrelas e meio? Queria muito ler uma crítica do filme!!! Mas acho que não vai entrar nos Jovens Clássicos, com essa nota, né?
    :-/
    Abraços.

    • Isabel Wittmann

      Oi Pedro! Três e meia, mas essa é uma percepção pessoal. Provavelmente não vou escrever sobre ele, mas é mais por problema de tempo mesmo. Só achei que os personagens não são muito bem desenvolvidos e a revelação sobre a identidade do vilão é fácil de perceber. O filme funcionou pra mim mais pela atuação maravilhosa do Kevin Spacey do que qualquer outra coisa. Mas eu juro que gostei dele mesmo assim! 3 e meio é uma nota boa! 😉 Abraços!