Estante da Sala

RuPaul’s Drag Race e filmes relacionados

Faz um tempinho que não recomendo nenhum programa de televisão e resolvi falar sobre RuPaul’s Drag Race, um reality show que tem todas as temporadas disponíveis na Netflix. RuPaul é uma drag queen americana, que começou a carreira como cantora. Agora, já estabelecida profissionalmente, busca lançar outros talentos para o mercado. O seu programa de TV, com seis temporadas até agora, estreou em 2009. Como minha pesquisa de mestrado envolve a relação entre moda e gênero, a temática drag queen me chamou a atenção.  A proposta é similar a de outros reality shows: uma série de concorrentes passam por desafios semanais que

Nordic Noir: The Killing e Bron/Broen

As últimas aulas do curso Scandinavian Film and Television foram dedicadas à televisão escandinava e ao sucesso de público que as produções do últimos ano vem tendo, tanto nos próprios países quanto no exterior. Nos três países escandinavos (Noruega, Suécia e Dinamarca) televisão é toda financiada publicamente, mas os programas também pode receber parcerias de outros países ou privadas. Em virtude do financiamento público, os Estados solicitam duas coisas: que a produção dramática televisiva atenda a um número variado de gêneros e estilos, para cobrir o gosto da maior parte da população possível e que abordem temas de interesse social, como discussões

Análise dos vencedores do prêmio do Sindicato dos Figurinistas

Estamos chegando ao fim da temporada de premiações e no dia 22 de fevereiro foram entregues os prêmios anuais do Sindicato dos Figurinistas dos Estados Unidos (Costume Design Guild Awards). Os votantes são figurinistas, assistentes de figurino e ilustradores, todos vinculados ao sindicato e são lembradas produções de cinema, televisão e publicidade. Seguem abaixo as categorias de cinema e seus indicados, com destaque para o vencedor e comentários a respeito de cada uma. Excelência em Filme de Fantasia: O Hobbit: A Desolação de Smaug : Ann Maskrey, Richard Taylor, Bob Buck Jogos Vorazes: Em Chamas: Trish Summerville  Oz: Mágico e

Indicados e Vencedores Globo de Ouro 2014

A Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) revelou seus indicados aos prêmios de melhores do ano em cinema e televisão. A cerimônia de premiação ocorrerá em 12 de janeiro e terá como apresentadoras Tina Fey e Amy Poehler. As indicações foram lideradas por 12 Anos de Escravidão, seguido de Trapaça e Nebraska. Segue abaixo a lista. ATUALIZAÇÃO: Em negrito, abaixo, os vencedores: MELHOR FILME – DRAMA 12 Anos de Escravidão Capitão Phillips Gravidade Philomena Rush – No Limite da Emoção MELHOR FILME- COMÉDIA OU MUSICAL Trapaça Ela Inside Llewyn Davis Nebraska O Lobo de Wall Street MELHOR ATOR – DRAMA Chiwetel

Assassinato em Gosford Park (Gosford Park/ 2001)

Assistido em 15/11/2013 Há alguns meses havia escrito que comecei a assistir Downton Abbey. O primeiro impacto havia sido bastante positivo: lindos figurinos da década de 1910 e uma trama que parecia interessante ao ressaltar as relações entre a antiga nobreza e a vida de seus criados no andar debaixo naquele começo de século. Após o término da quinta temporada, o que tenho a dizer é que os figurinos, agora já na década de 20, continuam lindos, mas a trama provou-se um grande novelão. O criador e roteirista, Julian Fellowes, não hesita em tratar a criadagem como os maiores conservadores

Downton Abbey

Mais uma dica de série britânica para assistir: Downton Abbey. Depois dos dez minutos iniciais eu sabia que teria que assistir tudo. Já são três temporadas e a quarta estreia em setembro. Assisti a primeira e fiquei muito bem impressionada (mas agora tenho que tomar cuidado com spoilers). Engana-se quem pensa que é algo muito sofisticado em termos de roteiro: trata-se de um novelão, com mocinhas e vilões muito bem delineados. Mas é um novelão bem feito e delicioso. A história começa em 1912, com o patriarca da nobre família Crawley (Hugh Bonneville) descobrindo pelo jornal que o Titanic afundou.

25.000 acessos!

Eis que na quarta-feira, dia 29 de maio, véspera de feriado, o Estante da Sala chega ao seu acesso número vinte e cinco mil! Eu sei que para a maioria das pessoas que têm blogs esse não é um número tão grande, mas eu considero bastante! Quando comecei-o , em 2009, pretendia escrever sobre filmes, livros, jogos e receitas. Publiquei algumas receitas e dois comentários de filmes e acabei deixando ele de lado. Algum tempo depois ainda cheguei a escrever sobre o figurino de dois filmes, para depois abandoná-lo novamente por um bom tempo. Nesse meio tempo acabei utilizando o